• Você está em: 
  • Home

19/12/2016 - CONTRIBUIÇÃO SINDICAL: ESTRUTURA SINDICAL BRASILEIRA AMEAÇADA

Prezado(a) Companheiro(a),

 

Como é de seu conhecimento, o movimento sindical tem sofrido, incessantemente, ataques de diversos setores (Três Poderes, meios de comunicação, patrões, universidades etc.)  e, até mesmo, de parte dos trabalhadores e da sociedade, ora em função da desinformação do real papel do sindicalismo, ora pela má fé daqueles que insistentemente querem destruí-lo.


Nesse sentido, nenhum sindicalista desconhece as diversas manobras e/ou tentativas de se asfixiar quaisquer possibilidades de sobrevivência do sindicalismo de trabalhadores, como a orquestrada pelo senador Sérgio Petecão (PSD-AC), autor do PLS 385/16, que retira recursos das entidades sindicais, pois limita o pagamento da contribuição sindical somente pelos filiados.

Esse PLS recebeu parecer favorável, com emenda, do relator, senador Wilder Morais (PP-GO). Agora está na pauta da Comissão de Assuntos Socais (CAS) para debate e votação, mas, em 14/12, foi retirado da ordem do dia e só deverá voltar à agenda na próxima sessão legislativa, em 2017. O conteúdo do projeto está sob análise da CAS, em caráter terminativo no colegiado, porém, antes, está prevista uma audiência pública para que as partes interessadas possam expor suas posições sobre o projeto. Portanto, temos um último fôlego.

A partir de hoje, torna-se uma das principais prioridades de todas as lideranças das entidades sindicais brasileiras (sindicatos, federações, confederações e centrais), o contato direto ou indireto, não apenas com o autor e o relator do projeto, mas com todos os senadores e suplentes da referida Comissão, sob pena de o sindicalismo que conhecemos e defendemos não mais existir se o PLS 385/16 for aprovado.

Visando contribuir e/ou facilitar à sua imediata ação junto aos senadores, disponibilizamos, em anexo, os diversos meios disponíveis de contato desses parlamentares, na expectativa de juntos conseguirmos vencer mais essa importante batalha.

Desde já agradecemos, colocando-nos sempre à disposição nessa incansável luta.

José Calixto Ramos

Presidente da Nova Central Sindical de Trabalhadores